31 janeiro 2015

Opinião #1 | O Fim Da Inocência I e II, de Francisco Salgueiro



Sinopse:
Aos olhos do mundo, Inês é a menina perfeita. Frequenta um dos melhores colégios nos arredores de Lisboa e relaciona-se com filhos de embaixadores e presidentes de grandes empresas. Por detrás das aparências, a realidade é outra, e bem distinta. Inês e os seus amigos são consumidores regulares de drogas, participam em arriscados jogos sexuais e utilizam desregradamente a internet, transformando as suas vidas numa espiral marcada pelo descontrolo físico e emocional. 
Francisco Salgueiro dá voz à história real e chocante de uma adolescente portuguesa, contada na primeira pessoa. Um aviso para os pais estarem mais atentos ao que se passa nas suas casas.


Opinião:
Fiquei estupefacta com a quantidade de assuntos que aqui são abordados e que continuam a ser tabu na sociedade em que vivemos. 
A história da Inês é a prova de que estamos a utilizar aquilo que temos de forma errada e ao mesmo tempo abusiva. Se utilizarmos a informação a que hoje em dia temos acesso e tivermos discussões abertas sobre estes assuntos metade dos problema relatados nesta obra poderiam ser resolvidos. E jovens como a Inês, não teriam a necessidade de seguir os caminhos que lhe são dados, mas sim formar os seus próprios caminhos, com os seus morais e ideais próprios. Jovens como a Rita teriam a oportunidade de crescer na altura certa (independentemente de qual seja) sem medo de serem julgados pela família ou pelos amigos. 
Enfim, é difícil acreditar que num país como o nosso, supostamente "desenvolvido", existam histórias tão traumatizantes como esta (para quem as vivência, obviamente), mas a verdade é que vivemos dentro de uma realidade falsa e sob um pensamento repetido várias vezes no livro: "As coisas más nunca nos acontecerão! Esse tipo de coisas só acontece aos outros!".
Infelizmente, essa não é verdade.
Desejo sinceramente que o intuito da publicação desta obra, chamar a atenção aos pais (e penso que a todos, em geral) da verdadeira sociedade em que vivemos e dos verdadeiros perigos que corremos, seja alcançado, protegendo o mínimo que seja a geração futura. 


Nota: 4.5/5




Sinopse:
Com boas notas, e a estudar num dos melhores colégios de Lisboa, Gonçalo é o filho que todos os pais gostariam de ter. 
Desde cedo, ele e o grupo de amigos são bombardeados com imagens sexuais em filmes, séries, videoclips, anúncios e celebridades levando a uma erotização precoce. A ausência de educação sexual por parte dos pais e colégio leva-os a investigar o extenso mundo da pornografia na internet. 
Em simultâneo, a sua impreparação para lidarem com as redes sociais leva-os a serem participantes e vítimas na busca vertiginosa de likes para ultrapassarem a mítica marca dos 1000 amigos. Eles apenas pensam nos desafios e nunca nas consequências. As drogas legais, o sexting, a masturbação online com estranhos, serem paparazzi da vida uns dos outros e a prostituição com mulheres mais velhas fazem parte do seu estilo de vida, onde o futuro não existe, apenas o logo à noite. 
Depois do best-seller que abalou a sociedade portuguesa, Francisco Salgueiro regressa com uma nova história sobre os adolescentes portugueses do século 21.

Opinião:
Embora ambos os livros sejam um "abre-olhos" para todos, gostei mais do primeiro. Penso que por ter sido menos chocante e explicito que o primeiro. O final foi muito mais critico, é claro, mas penso que o Gonçalo podia ter tomado melhores decisões tendo em conta que o seu grupo de amigos, apesar dos seus vícios, eram uma boa influência e se preocupavam com ele. Talvez ache isto por o protagonista desta vez ser um rapaz e não me identificar tanto com ele, não sei...
Para além disso, penso que os personagens não reflectem grande parte dos jovens portugueses, mas sim os adolescente da alta sociedade portuguesa. Penso que isso teve grande influência na forma como me relacionei com os personagens e diminui a minha simpatia para com ele. Obviamente que continua a achar que é uma história traumática e que não devia ser uma realidade!
Outro dos assuntos que me chamou à atenção nesta obra, foi sem dúvida a alusão ao bullying. Acho que o fato de a irmã do protagonista, a Constança, passar uma grande fase de depressão devido ao bullying que sofria na escola, abriu ainda mais os olhos ao Gonçalo para o que existia fora das paredes de casa e do colégio que frequentavam e alertou-o para as diferenças de estar numa escola pública. 

Nota: 3.5/5

29 janeiro 2015

Não Julgues o Livro Pela Capa, #1 | Vampire Academy, Richelle Mead

Qualquer um de nós, leitor ou não, olha para um livro e automaticamente pensa "Aposto que é um bom livro." ou "Não parece ser nada de jeito.". Pessoalmente, gosto sempre de ler a sinopse e pesquisar um pouco sobre o livro em questão, quer seja no Goodreads ou através de reviews em blogs e no Youtube.

Uma das capas que menos gosto, posso dizer odeio até, são definitivamente as da série Vampire Academy da Richelle Mead. Se as capas originais, editadas nos EUA, já não são as melhores, a edição portuguesa então, deixa-me realmente irritada!

Capas originais da série Vampire Academy (EUA)
Capas editadas em Portugal (faltam ser publicados os dois últimos livros da série)

28 janeiro 2015

Biografia de um blogue.

À uns dias estava aborrecida, exausta dos exames e decidi, por instinto, criar um blogue dedicado a literatura. Algum tempo depois, aqui estou eu, a ganhar coragem para fazer a primeira entrada...

O meu nome é Daniela, tenho 18 anos e sempre gostei de ler. No entanto, apenas à cerca de 4 anos descobri o prazer de ler um livro escolhido de mim para mim. À medida que ia descobrindo novas séries, novos livros e autores, a minha paixão ia aumentando e ler tornou-se num dos meus hobbies favoritos, chegando até a impingir livros aos meus amigos... Gostava tanto dos livros que lia, que tinha de os partilhar com alguém! 
Hoje, sou completamente doida por todo o género de leituras e só lamento não ganhar o euromilhões para poder comprar todos os livros que gostava e nem todos estarem publicados em Portugal.

Neste blogue vou tentar falar de tudo um pouco, sendo que, obviamente, o tema principal serão os livros. No entanto, gostava de tentar fazer uma espécie de crónicas a responder a perguntas de leitores e a dar a conhecer-vos outras facetas da minha personalidade.

Desde já obrigada por terem chegado a este meu cantinho e espero que gostem.